Google+ Followers

26.6.06

"O Sorriso de Mona Lisa"

Aproveitei este final de semana para assistir um filme. Foi indicado pela minha professora de português do meu curso de Teologia. O filme é o "Sorriso de Mona Lisa", uma versão feminina do excelente filme "Sociedade dos Poetas Mortos".
Julia Roberts é "Katherine Watson" uma professora de "História da Arte" que é contratada para dar aulas em um tradicional colégio para moças, o "Wellesley College", em 1953, o ano em que a trama se desenvolve. O Filme retrata os preconceitos de uma sociedade conservadora, onde as as mulheres são condicionadas a aceitarem o papel de "donas-de-casa". São garotas que têm seus potenciais produtivos desperdiçados, já que abandonam quaisquer ambições profissionais em prol de seu destino.
Entra então a figura da professora "Katherine Watson", que decide então confrontar os antigos costumes da sociedade e da instituição, e inspira suas alunas a desafiar as vidas que elas pretendem levar, influenciado-as a pensarem e agirem de forma mais crítica, quebrando assim vários valores e tabus desta sociedade dominante e mesquinha.
Rotulada de "revolucionária" pelos gestores da instituição que representam esta sociedade, tem sua permanência condicionada a que ela adote a "cartilha" da escola e que pare de influenciar as alunas com suas idéias "subversivas" em defesa da "Tradição" e dos "Bons Costumes", o que ela não aceita e deixa a escola, porem suas convicções ficaram em suas alunas.
Fiquei pensando então na "Igreja" atual. Como a grande maioria das "igrejas" de hoje tem tido esta postura. São representações histórico-institucionais, social, econômico, político e que culturamente são definidas como "igreja", que prezam pelas tradições, pelos costumes, alienado todos que ali estão. Impedindo que as pessoas tenham vida, liberdade, senso crítico, "vivendo entre a Lei e a Graça, sofrendo entre o medo de Deus e o amor irresistível que por Ele sente".
E quando nestas instituições levantam pessoas que tentam quebrar com tudo isso, são taxados de subversivos, de revolucionários e são disciplinados pelas "lideranças".
Vale a pena dar uma conferida.

Nenhum comentário: